Comentários feitos por especialistas brasileiros da PMK Fundraising e Supporter's Club - www.pmk.com.br

A generosidade e a cooperação são contagiosas?


Hoje temos livros de auto-ajuda para tudo. 

Desde de como lidar com a obesidade, até idéias para produzir felicidade, ainda que sejam artificiais. 

Mas o que se sabe sobre a generosidade e a cooperação? 

A resposta a essa pergunta é muito importante para aqueles que trabalham em instituições que vivem de doações captadas especialmente entre pessoas físicas. 

De acordo com um estudo realizado por James Fowler e Nicholas Christakis: “Cooperative behavior cascades in human social networks”, eles exploraram o quão extenso é o comportamento cooperativo ou generoso e como uma pessoa poderia espalhar isso dentro da rede. 

Eles descobriram: 

1. Que embora esteja fora da genética, a tendência humana é para imitar os outros, daí o poder das normas sociais. 

É por esse processo que a cooperação definitivamente se espalha em redes humanas. 

2. Altruísmo se espalha em cascatas. 

Por exemplo, eu faço uma coisa boa, que inspira a outra pessoa para fazer uma coisa boa, que solicita ainda uma outra pessoa a fazer uma coisa boa. 

3. Comportamentos não cooperativos também se espalham em cascatas, infelizmente! 

E o que isso significa para nós? Que devemos priorizar nossas ações de relacionamento com os “campeões de nossa causa”. 

Eles são importantes, porque quando eles ajudam a nossa causa, eles inspiram os seus amigos - e amigos de amigos - para também ajudar os outros. 

Por isso incentivar seus membros ou aderentes a contar seus próprios atos de generosidade é propiciar esse contágio

Colocar holofotes sobre atos de generosidade, produz as cascatas de colaboração, ainda maiores. 

Esse é o tipo de contágio que todos nós gostaríamos de ver no mundo.