Comentários feitos por especialistas brasileiros da PMK Fundraising e Supporter's Club - www.pmk.com.br

As pessoas estão saindo da sua lista de e-mail marketing. Isso é bom ou é ruim?


O Google anunciou essa semana que vai colocar na parte do superior dos e-mails o botão "unsubscribe" para facilitar de você deixar de responder aquelas newsletters que no passado lhe interessou mas que agora se tornaram indesejáveis.

E já começou a acontecer. Vi isso nos meus gmails deste final de semana.

Isso é bom ou isso é ruim para nossas listas de Fundraising?

Eu não consigo ver nesta decisão do Gmail um "golpe enorme" para o e-mail marketing como comentaram algumas revistas especializadas. 

Tampouco considero prejudicial para nossa atividade de Fundraising quando exercida através de envios de apelos por e-mail. 

O que é melhor? Que a pessoa se retire de sua lista por livre e espontânea vontade, ou ela simplesmente clique no ícone de "spam" prejudicando sua reputação junto aos provedores, sendo que ela mesma um dia pediu para para se inscrever? 

Por que os "unsubscribes" são uma coisa boa para nós? 

Primeiro, você está se livrando daqueles que não se interessam mais por suas comunicações. 

Portanto, capriche na visibilidade de seu botão "unsubscribe", independente do Google. 

A porta de saída de seu banco de dados tem que ser larga! Ela é um excelente qualificador para aqueles que ficam. 

Se o número de abandonos for grande, você deve analisar sua comunicação. Por que ela deixou de ser interessante? 

Serão os temas abordados, será a frequência de e-mails, será a relevância (segmentação do seu banco de dados + escolha de temas)? Como conseguir ser cada vez mais relevante? (Isso será tema de outro post).

Mas uma dica já podemos adiantar: você costuma ler os comentários de seus simpatizantes, aderentes e doadores? Você procura conhecê-los cada vez mais e entender melhor as razões pelas quais eles se motivam a doar para sua entidade? 

Outra dica: procure analisar os "curtir" de suas páginas de Facebook. Eles ajudarão a conhecer também o que gostam e o que não gostam (ou gostam menos) em sua comunicação. E, nesse caso, o número será importante, pois ele indicará como você está atraindo ou não o público que lhe interessa. 

Esse é apenas um sintoma. Estou longe de afirmar que a quantidade prevalece sobre a qualidade. De que adianta ter 1.000.000 de "curtir" se as pessoas pouco se importam com sua causa ou com o que você faz? 

Se alguém deixa sua lista, ou deixa de seguir você, não é o fim do mundo. Nem se abale com as críticas. Analise-as de cabeça fria. Você não vai agradar a todos. Alguns vão pensar que você envia muitos e-mails. Alguns vão pensar que você não informou o bastante. Outros irão se ressentir por você lhe pedir doações ou algum trabalho voluntário e outros porque você nunca lhes pediu nada... 

Para resumir: sim, acompanhe esses números. Mas sem fobias. Procurando melhorar sempre a comunicação de sua instituição e vendo se os resultados em doações espelham isso

Se você não concorda com o que estamos dizendo aqui... cancele já sua assinatura deste blog. Unsubscribe...